segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O NASCIMENTO DE JESUS



OBJETIVO:
Apresentar o nascimento de nosso irmão Jesus como um momento sublime para a humanidade.
- Vocês sabem que todo nenêzinho, quando nasce, precisa ter papai e mamãe, não é?
- Vamos então contar agora a história de um nenezinho, que é O NOSSO MAIOR AMIGO. Então, para esse nenêzinho, foram escolhidos uma papaizinho e uma mamãezinha. (não falar o nome deste amigo ainda, que é Jesus.).
- O evangelizador deverá ressaltar a bondade dos pais de Jesus. Dizer que mesmo quando criança Jesus já ajudava seu pai na carpintaria, que apesar de pequeno ele possuía muito conhecimento, ensinando até os homens mais sábios da época.

- Cantar a música, que alguns já conhecem, para reforçar que Jesus é nosso irmão, e Deus é nosso Pai:

Não vou mais fazer nenhuma confusão,
pois Deus é nosso Pai
E Jesus é nosso irmão.

- O evangelizador pode fazer alguma atividade de colorir, relacionado com a aula, ou pedir para que desenhem Jesus quando pequeno, em alguma atividade que eles acham que Jesus gostava de fazer.

O NASCIMENTO DO NOSSO MAIOR AMIGO

Numa pequena cidade morava um casal muito pobre, mas muito bom. Ele se chamava José, era carpinteiro e muito trabalhador; ela se chamava Maria, e estava cuidando sempre das coisas da casa, costurando lavando, arrumando para que tudo ficasse em ordem.
Um dia Maria estava sentada, quando, de repente, surgiu á sua frente um mensageiro do Deus. Ela assustou-se um pouco, mas logo depois se acalmou. Então, o mensageiro lhe disse que ela havia sido escolhida por Deus, para ser a mãezinha de um nenê que iria nascer e que receberia o nome de Jesus. Maria ficou muito contente por ter sido a escolhida e, depois, o mensageiro disse a José que ele iria ser o papai de um nenê, que receberia o nome de Jesus.
Os dias forma passando.
Naquele tempo, os países eram governados por reis, e o rei resolveu saber quantas pessoas moravam em várias cidades. Por isso, José e Maria tinham que ir á cidade de Belém, para dar os seus nomes. Quando essa notícia chegou á cidade onde moravam José e Maria, José começou os preparativo para a viagem. Arranjou um burrinho, arrumou as coisas que tinham que levar, e partiram. Maria ia montada no burrinho e José a pé, ao seu lado. Naquele tempo não havia automóvel, trem, nem muito menos avião, e eles levaram muitos dias para chegar á Belém.
Quando conseguiram chegar, a cidade estava cheia, já não havia lugar para passarem a noite. Em todos os lugares que eles foram, era sempre a mesma resposta: - Sentimos muito, mas está tudo ocupado.
Por fim, depois de tanto andarem sem nada conseguir, José perguntou a um homem, que estava parado numa casa, se ele não sabia de algum lugar onde eles pudessem passar a noite. O homem disse que o único lugar que ainda não estava ocupado era aquele onde costumava guardar os animais, na estrebaria.
José e Maria foram para lá e acharam que estava muito bom para eles. Depois de arrumarem tudo, agradeceram a Deus por conseguirem aquele lugar.
E foi lá numa noite fria, que nasceu o nenezinho que recebeu o nome de Jesus! E é justamente o aniversário de Jesus que festejamos no natal. Natal quer dizer nascimento, nascimento de Jesus.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

JESUS É UM GRANDE AMIGO

 PARA CRIANÇAS DE 2 E 3 ANOS

Objetivo:

Identificar em Jesus o grande amigo que sempre fez e continua a fazer o bem a todos e com quem podemos falar sempre que precisarmos.

ATIVIDADES:

1- Relembrar rapidamente o nascimento de Jesus.

Perguntar:

-Vocês se lembram daquele neném que nasceu e que deixou a estrelinha feliz?
-Como é o nome do neném? E o nome da mamãe e do papai dele?

2- Dizer que aquele neném cresceu e virou um menino bonito.

3- Narrar:

O MENINO JESUS

fig.1 Jesus morava com o papai e com a mamãe em uma pequena casa.
        Ele já era um menino crescido e todos gostavam dele.



Fig.2  Jesus sempre ajudava todas as pessoas.



Fig.3 Um dia, Jesus ganhou uma fruta muito gostosa!
         Sabem o que ele fez?



Fig.4 Dividiu a fruta com o Davi.
         Jesus ficava muito feliz quando fazia o bem.





4- Reforçar a idéia de como é bom fazer o bem, assim como fazia Jesus, dando exemplos do cotidiano da criança, como: arrumar os brinquedos para ajudar a mamãe, emprestar o brinquedo para o amigo etc.

5- Na rodinha pedir que as crianças dêem as mãos e com os olhos fechados repitam:

                                      "O bem me deixa feliz".

JESUS É UM GRANDE AMIGO

Para crianças de 2 e 3 anos
Objetivo:
Identificar em Jesus o grande amigo que sempre fez e continua a fazer o bem e com quem podemos contar sempre que precisarmos.

ATIVIDADES:

1- Narrar a seguinte história com auxilio da caixa de areia e das figuras em cartolina e depois em palitos de sorvete.

A Ovelhinha Perdida

Era uma vez um menino pastor(fig.1) que tomava conta de algumas ovelhas(fig.2 e 3).









Um dia, uma delas se perdeu. Coitadinha (afastar bem a fig.3).
Ela queria encontrar a mamãe e as irmãzinhas.
A ovelhinha estava com tanto medo!
Foi então que ela ouviu um barulho...
-Será que é o lobão? - pensou a ovelhinha.
Não era nada disso! Era o menino que saiu para procurar a ovelhinha que se perdeu(colocar a fig.1)
O menino ficou muito feliz em achar a ovelhinha perdida.

2- Dizer que não somos ovelhinhas mas também temos alguem que cuida de nós: pode ser a mamãe, a vovó, o papai, um irmãozinho mais velho...(estimular as crianças para que falem como são cuidadas).

3- Apresentar Jesus(anexo 1) como uma pessoa que sempre cuidava de todos. Se alguem estava doente, ele curava; se alguem estava triste, Jesus contava histórias para deixar a pessoa feliz. Um dia Jesus falou que ele era como um pastor de ovelhas; nós não podemos ver Jesus, mas ele continua a cuidar de nós.




4- Sentados em rodinha fazer a seguinte prece de louvor a Jesus.

"Jesus, que bom que você cuida de mim com carinho".

FONTE - EDUCAÇÃO DO SER INTEGRAL

terça-feira, 29 de novembro de 2011

MARIA





Naqueles dias, Maria andava como se bailasse ao som da flauta e da cítara.

Conversava como se cantasse hinos de louvor e gratidão.

Costurava como se produzisse a benção das vestimentas.

Naqueles dias, Maria plantava como se entregasse presentes à terra.

Contemplava o amanhecer como quem se nutre de beleza e de harmonia.

Descansava a ouvir, nas águas e nos ventos, a prece da Natureza.

E vivia como se cada gesto fosse uma saudação a Deus ...

... Enquanto esperava Jesus nascer.

JESUS É UM GRANDE AMIGO

PARA CRIANÇAS DE 2 A 3 ANOS

Objetivo
Identificar em Jesus o grande amigo que sempre fez e continua a fazer o bem a todos e com quem podemos falar sempre que precisamos.

ATIVIDADES:

(Anexo 1) - Jesus ná foi um neném.



(Anexo 2) - Depois foi criança.





(Anexo 3) - E depois cresceu, até virar um homem adulto. Ele não era mais criança.O coração de Jesus era cheio de amor. Ele gostava de fazer as pessoas felizes, como vamos ver na história de hoje.






Narrar:

JESUS, O AMIGO

Fig.1 Jesus gostava de ajudar as pessoas.





Fig.2 Um dia um homem que estava doente, com o corpo todo coberto de "feridinhas", procurou Jesus.
Jesus quis de todo coração que ele ficasse bom.
Sabem o que aconteceu?





Fig.3 Na mesma hora as "feridinhas" sumiram e o homem ficou bom!
Jesus curava as pessoas porque tinha muito amor no coração!
Como é bom ter um amigo como Jesus!





Sentados em rodinha colocar uma música instrumental, bem suave como um acalanto. Pedir que as crianças dêem as mãos. Repetir:

                                                 "JESUS É NOSSO AMIGO".

Fonte: Educação do Ser Integral

AMOR A JESUS

Para crianças de 4 a 7 anos

Objetivo:
Identificar formas de conduta que revelem o nosso amor a Jesus.

Atividade Introdutória

Mostrar o anexo 1
Perguntar:
-Na opinião de vocês, o dono desse jardim teve amor pelas flores?Por quê ?



Mostrar o anexo 2
Perguntar:
- O dono desse jardim teve amor pelas flores? Por quê?




Atividade Reflexiva

Da mesma forma que mostramos sentir amor pelas flores, também mostramos sentir amor pelos animais e pelas pessoas:
Se o cachorrinho está com fome, nós .............
Se o amigo está triste, nós .................
Se o gatinho está com sede, nós ...........
Se a mamãe está cansada, nós .............

Narrar: AMOR A JESUS

Perguntar:
- O que Jesus disse para os amigos quando colocou Samuel no seu colo?
- Samuel deixou Jesus feliz?Por quê?


Concluir que mostramos o nosso amor a Jesus sempre que fazemos o bem.

ATIVIDADE CRIATIVA

Preparar em uma bacia tinta gauche diluída em água.
Pedir que as crianças molhem as mãos na tinta e as imprimam em um painel, onde se pode colocar uma figura de Jesus no alto da folha. Á medida que as crianças imprimem suas mãos, devem dizer o que podem fazer com elas para mostrar o seu amor a Jesus.

HARMONIZAÇÃO FINAL - PRECE

AMOR A JESUS

Samuel vivia há muito tempo atrás, em uma terra distante.
O menino morava com a sua família perto de uma estrada onde passava várias pessoas.

Fig.1 Um dia passou por ali um homem que gostava de contar histórias bonitas.
O nome dele era Jesus e estava acompanhado pelos amigos.
Ele sentou-se ali, bem pertinho do menino que estava brincando com outras crianças.
Samuel aproximou-se de mansinho...




Fig.2 Jesus viu-o e colocou o menino no colo. Disse para os amigos:
-Quem fizer o bem a um menino como esse, está fazendo o bem para mim também.
Samuel não entendeu o que Jesus falou e, então, a mamãe explico:
- Jesus quis dizer que sempre que fazemos o bem para uma criança, um velhinho, ou qualquer pessoa que precise de ajuda, fazemos também para ele.
O menino entendeu e por isso fez muitas coisas para deixar Jesus feliz.



Fig.3 Passou a tratar com carinho do seu cãozinho...




Fig.4 Cuidava com paciência do seu irmãozinho ....




Fig.5 Abraçava o vovô dizendo que gostava muito dele...

Samuel descobriu uma coisa...

É muito bom fazer o bem !!! O bem dá alegria ao coração!!!


quinta-feira, 24 de novembro de 2011

CERTA NOITE, NUM ESTÁBULO





http://www.slideboom.com/presentations/28604/natal_historiacertanoitenumestabuloppt

Slide 1-Certa noite, num estábulo… . Certa noite, num estábulo…


Slide 2-Certa noite, um vento muito forte levantou-se sobre as colinas de Belém As ovelhas que ali pastavam e os pássaros que ali viviam procuraram rapidamente refúgio sob as oliveiras ou entre os ramos.

Slide 3-Mas uma pomba branca procurou abrigo debaixo do telhado de um estábulo.

Slide 4-A sua chegada encheu de alegria o coração da velha vaquinha que ali vivia. - Sabes, já estou velha, não tenho forças para puxar o arado - explicou a vaquinha. - Mas aborreço-me aqui sozinha. Só o meu dono é que me vem visitar, de vez em quando. - Diz-me, pomba, por acaso não o vês a caminho?

Slide 5- Infelizmente não - respondeu a pomba. - Só vejo as oliveiras que dançam com o vento e uma lebre enregelada à procura da entrada da sua toca. - E se fosses dizer-lhe para vir para o meu estábulo? -disse a vaquinha. - Aqui dentro estará abrigada.

Slide 6-E quando a lebre se refugiou entre os seus cascos, a vaquinha aqueceu-a com o seu bafo.

Slide 7-No entanto, como esperava ver o seu dono, voltou a pedir: - Diz-me pomba; não vês mesmo ninguém a aproximar-se? Infelizmente não - respondeu a pomba. - Apenas vejo as oliveiras a lutar contra o vento, nuvens espessas a cobrir o céu e dois cabritinhos à procura do seu pastor. - Aqui há tanto espaço. Diz-lhes para entrarem - disse a vaquinha

Slide 8-E quando os cabritinhos se refugiaram entre os seus cascos, a vaquinha aqueceu-os com o seu bafo

Slide 9-No entanto, como ainda esperava ver o seu dono, voltou a pedir: - Diz-me pomba, não vês mesmo ninguém a aproximar-se?

Slide 10-Infelizmente não - respondeu a pomba. - Apenas vejo, entre os ramos das oliveiras fustigados pelo vento, os pássaros que tentam proteger-se dos flocos de neve que começam a cair. - Voa até lá e diz-lhes para se refugiarem aqui, antes que a neve os sepulte debaixo do seu manto.

Slide 1-1Quando sentiram o calor do estábulo espalhar-se pelas suas asas, os pássaros começaram a voar de uma viga para outra. Ao ouvir os seus trinados, a vaquinha ficou feliz

Slide 12-Mas como continuava sem saber do seu dono, voltou a perguntar: - Diz-me pomba, de certeza que não vês ninguém a aproximar-se? Infelizmente não - respondeu a pomba. - Vejo somente as ovelhas que tentam sacudir das suas costas a neve que agora cai com força. Voa até lá e diz-lhes que ainda temos algum espaço - disse a vaquinha. - É certo que ficaremos um pouco apertados, mas ninguém deve ficar ao relento numa noite fria como esta.

Slide 13-Quando a última ovelha entrou no estábulo, a noite envolvia já as colinas à volta de Belém. Mas como a velha vaquinha mantinha uma réstea de esperança, de novo perguntou pelo seu dono: - Diz-me pomba, não vês a luz trémula da candeia do meu dono a aproximar-se, na escuridão?

Slide 14- Sim! Vejo uma luz que se aproxima! - respondeu a pomba, entusiasmada, - mas vem lá alta, no céu, e deixa atrás de si um rasto brilhante.

Slide 15- Será o meu dono a descer a colina com uma grande tocha? Pomba branca, peço-te: vai dizer-lhe que estou à espera dele - exultou a vaquinha. - Eu não vejo o teu dono - retorquiu a pomba, - apenas esta luz resplandecente que agora paira sobre o estábulo.

Slide 16-De súbito, o vento parou de soprar. Então a voz de um anjo ecoou: “Neste estábulo vive uma vaquinha de bafo forte e quente. À espera do seu dono, a todos oferece abrigo. Até o burro carregado e cansado que neste instante avança pelo caminho virá a pedir-lhe hospedagem.”

Slide 17-No estábulo fez-se silêncio. E foi no silêncio que se ouviu o suspiro da velha vaquinha. -O estábulo já está cheio… Não há lugar para mais nenhum animal – disse, desolada.

Slide 18-Mas como tinha um coração bom, não era capaz de negar abrigo ao pobre burro carregado e cansado.

Slide 19-Por isso, disse à pomba: Voa até ele e diz-lhe que lhe cedo o meu lugar. Vou rebentar a corda que me prende e dormirei lá fora, à porta.

Slide 20-Só que a vaquinha já era velhinha e as forças não eram muitas. Em vão tentava libertar-se do forte laço que a prendia quando a porta se abriu, empurrada por mão humana. Por uma segundo a vaquinha alegrou-se pensando que se tratava do seu dono. Mas não era a voz do seu dono que perguntava se havia espaço para mais três…

Slide 21- Para quatro - arrulhou, feliz, a pomba. - Montada no burro vem uma jovem que está prestes a dar à luz. No estábulo todos se alegraram. Todos menos a vaquinha. Não, ela já não era o animal possante de outrora, capaz de rebentar com a corda mais forte. Agora estava fechada num estábulo, incapaz de oferecer guarida até a um bebé.

Slide 22-Ao verem a sua tristeza, os outros animais disseram-lhe: - Não te preocupes. Nos damos-lhes o nosso lugar - e a lebre, os cabritinhos e as ovelhas abandonaram o estábulo, um a um. - Se ao menos o meu dono chegasse, ele podia libertar-me de laço. Pomba branca, tens a certeza que não o vês? - perguntou mais uma vez a velha vaquinha.

Slide 23-Desta vez a pomba não respondeu. Só muito mais tarde, quando um choro de bebé ecoou no estábulo, ela, arrulhou, docemente: - Vejo uma criança deitada nas palhinhas. Está despida e precisa de ti. A velha vaquinha baixou os olhos e o seu coração encheu-se de felicidade. Aproximou-se do bebé e aqueceu-o com o seu bafo.

Slide 24-Foi então que escutou a voz do seu dono que, comovido, lhe dizia: - A partir desta noite nunca mais estarás só. De todas as colinas à volta de Belém virão pastores e camponeses. Virão adorar a este menino, que será para sempre o teu, o nosso, verdadeiro mestre.

Slide 25-Título: Certa noite, num estábulo Autor: Guido Visconti Ilustração: Alessandra Climatoribus Editora: Livros Horizonte

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

NASCIMENTO DE JESUS

"O Nascimento de Jesus" é a essência do Natal...
e tudo começou com "Maria e o Anjo"!








Vamos contar às crianças porque se festeja o Natal!