quinta-feira, 19 de novembro de 2015

O NATAL É PARA TODOS

TEXTO ADAPTADO

(Uma senhora, sem amigos, sem parentes... lamenta sem esperanças na época do Natal. Crianças, orientadas por suas mães vão até a casa da Senhora montar uma árvore de natal pra ela. Estas crianças e a atitude trazem muita alegria a esta casa, outras pessoas são contagiadas pela alegria e esperança...)
Cenário: Sala de visitas de D. Susana. Tudo bem limpo e arrumado. Duas portas: uma que dá hipoteticamente para os fundos da casa e outra para a rua.

Materiais necessários: árvore; pisca-pisca; estrela para topo da árvore; bolas, cordões prateados ou dourados; balde; mesa para colocar a árvore; toalha; mesa com cadeiras; banco; bolo; suco; frutas; garrafa térmica; copos; pratos; talheres; corações com sentimentos impressos.

( Ouve-se o tocar dos sinos. D. Susana entra pela porta dos fundos. Para, escutando o som dos sinos, que logo param de bater.)

MÚSICA

SUSANA: Vésperas de Natal! Mas que sentido tem o Natal para uma pessoa que vive sozinha? Natal é para as crianças e para quem tem família. Tomara que o Natal passe depressa.

(Senta-se triste, numa cadeira e começa a tricotar. Batem à porta. Ela abre e lá está um grupo de crianças).

CRIANÇA 1: Podemos entrar, Dona Susana? SUSANA: Oh! Sim! Entrem!

CRIANÇA 2: Trouxemos uma árvore de Natal! SUSANA: Uma árvore de Natal? Para mim?

 CRIANÇA 3: Nossas mães acharam que a senhora haveria de gostar... SUSANA: Oh! Sim.

(Crianças entram carregando a árvore de Natal) Vou buscar uma lata para colocar a árvore! (Sai)

CRIANÇA 1: Tenho certeza que uma árvore de Natal trará um pouco mais de alegria a Dona Susana.

 CRIANÇA 2: Ela parece sentir-se muito só, especialmente no Natal.

 SUSANA: (Voltando com o balde). Encontrei este balde que serve direitinho para colocar a árvore.

 CRIANÇA 3: Podemos colocar a árvore ao lado da janela para que possa ser vista da rua?

SUSANA: Sim, vamos colocá-la próxima a janela. Ela vai mostrar a todos que passarem por aqui, que estamos no Natal.

CRIANÇA 1: Nós também trouxemos enfeites para sua árvore.

CRIANÇA 2: Eu trouxe cordões prateados...

CRIANÇA 3: Eu trouxe algumas bolas e um pisca-pisca.

CRIANÇA 1: Eu trouxe uma estrela para o alto de sua árvore.

SUSANA: Vocês são muito bondosos .

CRIANÇA 2: Mamãe disse que todo mundo deve ser feliz no Natal.

CRIANÇA 3: É porque o Natal é o aniversário do Menino Jesus.

CRIANÇA 1: Ele veio para trazer paz na terra e boa vontade entre as pessoas...

CRIANÇA 2: Podemos cantar, enquanto arrumamos sua árvore?

SUSANA: Oh, sim!

CANTAR MÚSICA DE NATAL – PINHEIRINHO AGRESTE 

Oh, árvore! Oh, árvore!

Pinheiro de Natal.

Teu verde é cor o ano inteiro 

Vai de janeiro a janeiro

Oh, árvore!

Oh, árvore!

Pinheiro de Natal! 

CRIANÇA 1: Não está maravilhosa?

SUSANA: É a árvore mais linda do mundo! Não tenho palavras para agradecer tanta bondade!

CRIANÇA 2: Agora, temos que ir.
SUSANA: Um Feliz Natal pra vocês, que Deus abençoe a todos! ( Ela diz enquanto as crianças saem)  
CRIANÇAS: Feliz Natal, Dona Susana! Feliz Natal!

MÚSICA SUSANA: (Admira a árvore). É a árvore mais linda do mundo! (Ouve-se uma batida na porta da frente. Susana abre e um idoso está lá).

SUSANA: Bom dia! Em que posso ajudá-lo?

IDOSO POBRE: (Entrando). Eu gostaria de lhe dizer, que gostei muito de ver sua árvore de Natal pela janela. Estive admirando. Senti um bem estar no coração. Eu não tenho família. O Natal é muito triste para um velho como eu!

SUSANA: (Tendo uma ideia)O Sr. gostaria de vir amanhã, passar o Natal aqui? Terei café e bolinhos!

 IDOSO POBRE: Sim, muito agradecido pela bondade. Deus a abençoe por trazer alegria a um pobre velho, no dia do Natal. (Enquanto ele sai, Susana fecha a porta e o telefone toca. Ela atende)

 SUSANA: Alô! Quem fala?

CARLOTA: (Uma voz falando atrás da cortina). Eu sou Carlota, sua vizinha do outro lado da rua. Meu filho Júlio está encantado com a sua árvore de Natal.

SUSANA: (Feliz) Oh! Obrigada! A senhora poderia vir com seu filho aqui amanhã! Vou fazer uma festinha! Teremos bolinhos, leite e outras coisas!

CARLOTA: Obrigada, Dona Susana, Júlio quebrou o pé, mas daremos um jeito. Iremos com muito prazer. (Enquanto Susana deixa o fone, ouve-se uma pancada na porta. Ela vai abrir. É uma senhora)

SUSANA: Pois não? O que deseja?

SENHORA: Bom dia! Eu queria contar-lhe que eu e meus filhos estivemos admirando sua árvore de Natal. É linda. Nós não pudemos fazer uma árvore neste Natal, por isso saímos para ver a cidade enfeitada.

SUSANA: (alegremente) Venham todos amanhã, assim poderão curtir um pouco mais a árvore. Que acha? Iremos nos confraternizar.

SENHORA: Obrigada minha senhora, faremos o possível para vir. Que Deus a abençoe por nos proporcionar um Natal feliz! (Enquanto sai, toca o telefone).

SUSANA: Alô? Quem fala?

FRANCISCA: (Falando atrás das cortinas). Aqui fala dona Francisca, do orfanato. Levei hoje as crianças para passear, e gostamos imensamente da sua árvore. Foi a árvore mais linda que vimos na cidade.

SUSANA: Oh! Obrigada! Escuta, a senhora não pode trazer as crianças amanhã para passarmos juntos o Natal?

 FRANCISCA: Obrigada, Dª. Susana! Será para nós um prazer. (Enquanto Susana larga o fone, mais uma batida na porta. Está lá um moço bem trajado).

SUSANA: Bom dia!

MOÇO RICO: Bom dia! Eu queria dizer-lhe que estive apreciando sua árvore de Natal. Eu estou só no mundo. Sua árvore de Natal me trouxe gratas recordações do tempo que eu era menino. Eu tinha família e o Natal era tão alegre! Hoje tenho muitas coisas, mas me sinto só...

SUSANA: O senhor gostaria de voltar amanhã? Vamos ter uma confraternização com muitas crianças... o senhor poderá lembrar os seus velhos tempos...

MOÇO RICO: Obrigado. Farei de tudo para poder vir, será um prazer... (Ele sai e Susana continua na porta pensativa).

SUSANA: Poxa! Esse moço é o Sr. Eduardo. Ele é um dos mais ricos da cidade! Nem posso imaginá-lo sozinho e triste no Natal! (Finalmente fica tudo quieto. Susana senta-se para descansar. E pensa alto)

SUSANA: Oh! Vou ter muito o que fazer nesta noite. Será que vou dar conta de tudo? Ah! Mas isso me deixa tão feliz! (Caminha em direção à porta dos fundos, como se fosse para a cozinha. De repente os sinos começam a tocar lá fora. Larga. Volta-se e escuta reverentemente os sinos com o olhar fixo na estrela no topo da árvore. Os sinos param de tocar).

MÚSICA

 ( No dia seguinte após os preparativos, os convidados chegariam. A mesa estaria arrumada.

Dona Susana receberia cada um com frases de gentileza. Cada convidado traria uma plaquinha em forma de coração com um sentimento impresso, que colocaria sobre a mesa (em potinhos com argila) ou penduraria na árvore. Quando todos estivessem reunidos Dona Susana diria: )

SUSANA: Hoje relembramos que o Natal é para todos. Até para aqueles que não tem família ou vivem sozinhos. É para os ricos e para os pobres. É para os que tem saúde e para os doentes! Porque celebramos o nascimento de Jesus Cristo, que veio ao mundo para trazer paz e bênçãos a todos sem distinção!

 MÚSICA – BOM NATAL

Quero ver você não chorar 
Não olhar prá trás 
Nem se arrepender do que faz 
Quero ver o amor vencer 
Mas se a dor nascer 
Você resistir e sorrir 
Se você pode ser assim 
Tão enorme assim 
Eu vou crer 
Que o Natal existe 
Que ninguém é triste 
Que no mundo há sempre amor
 Bom Natal, um Feliz Natal, 
Muito amor e paz prá você 
Prá você 

https://youtu.be/Qjh7Y-tegvc

TODOS JUNTOS: O Natal é para todos! É para todos!

 Grupo Espírita Joana D’Arc – Natal 2015

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

NASCIMENTO DE JESUS EM NOSSOS CORAÇÕES


Objetivo: Entender que o verdadeiro nascimento de Jesus tem que ser em nossos corações.

Recurso: Criar uma “caixa-coração” contendo “figuras”, “objetos”, “palavras”, de sentimentos ruins e as crianças irão retira-los do coração, um a um, por exemplo um sentimento de raiva; após isso, elas irão colocar no coração agora vazio e sem sentimentos ruins, coisas e sentimentos bons, podendo eles serem retirados de revistas junto com as crianças ou figuras já prontas. Resumindo, coração cheio de sentimentos ruins, que serão retirados e colocados sentimentos bons.

Caixa-coração - um coração que tem a possibilidade de inserir e retirar objetos, figuras e outras coisas do coração. Simplificando, uma “caixa” com um formato de coração. Outra opção, um coração de cartolina que conterá figuras de sentimentos ruins colados nele, que serão retirados e colados sentimentos bons.

Atividade: Imagem(cartão) com portas que quando se abre mostra-se a imagem de nascimento de jesus.